Logo Up4 Invest Logo XP Investimentos
menu

Atendimento
por telefone

19 3835-0814

25
Apr

Conheça a nova onda de investimentos

Conheça a nova onda de investimentos

Com mais acesso à informação e diversas opções de aplicação, o cenário financeiro está se tornando cada vez mais favorável para ajudar quem busca crescimento e rentabilidade ao seu dinheiro. Entenda a nova onda de investimentos!

Com a revolução tecnológica e o acesso à informação, tem crescido o número de pessoas que hoje já sabem que investimentos financeiros representam uma ótima forma de rentabilizar o patrimônio existente e fazer o dinheiro trabalhar a seu favor. Mas nem sempre esse cenário foi tão claro para o cidadão comum.

Até a década de 60, por exemplo, a forma mais comum de investimentos eram os ativos reais, sobretudo imóveis. Isso começou a mudar quando o Governo assumiu o poder em 1964 e deu início a um programa de grandes reformas na economia nacional. Desde então, não apenas o modelo econômico tem se transformado, mas também o acesso à informação e a divulgação para todos sobre como funcionam os mecanismos de investimentos na prática.

Esse processo tem se fortalecido cada vez mais e, nos últimos anos, desencadeou a conscientização da população geral. Assim, todos passaram a entender melhor como é possível fazer seu dinheiro render sem depender apenas dos bancos e meios tradicionais, dando início ao que chamamos de “a nova onda de investimentos”.

Estrutura do mercado financeiro e acesso à informação

Outro ponto que passou por uma importante evolução nos últimos anos foi a estrutura do mercado financeiro. Foram derrubadas as barreiras e o mito da bolsa de valores como um universo inalcançável.

Hoje o mercado de valores mobiliários, corretoras e assessorias financeiras refinaram sua atuação e encurtaram a distância do público aos investimentos, facilitando o acesso a informações sólidas com o apoio de profissionais especializados.

E esse processo de evolução continua acontecendo, de modo que os agentes financeiros se tornam a cada dia mais próximos dos clientes. Tornou-se muito mais simples para o investidor ir até um assessor financeiro e conversar pessoalmente com alguém do mercado para entender melhor o processo de funcionamento do mundo dos investimentos. A busca de informações deixou de ser limitada apenas à internet, trazendo muito mais facilidade, praticidade, agilidade e segurança para a informação.

Além de todas essas vantagens, contar com um assessor financeiro ainda significa ter um especialista sempre de olho nas tendências para ajudar o cliente a tomar decisões com base em experiência e conhecimento, o que também pode facilitar muito o processo de aprendizagem.

A bola da vez são os fundos de investimento

Mas no meio de toda essa nova onda, onde investir? Quais são os alvos mais procurados pelo mercado ou os mais vantajosos? A resposta para essas perguntas depende muito do seu perfil como investidor: conservador, moderado ou arrojado.

No entanto, existe uma opção que vem se destacando entre os novos investidores por trazer boas vantagens: os fundos de investimento.

Os títulos de investimento são formados pela união de recursos de um conjunto de investidores, sejam eles pessoas físicas ou jurídicas e tem como objetivo obter ganhos financeiros a partir de aplicações em títulos e valores mobiliários. A grande vantagem dessa opção é que o fundo de investimento é um meio e não um investimento final. Vamos explicar melhor por que!

Por que escolher um fundo de investimento

Em um fundo de investimento você disponibiliza o seu dinheiro para que um gestor administre, aplicando em bons investimentos que possam ter uma boa rentabilidade. Logo, a união de vários investidores aplicando bastante dinheiro faz com que os gestores, que entendem do mercado, saibam exatamente onde aplicar e escolher os melhores títulos, assim como o melhor momento para entrar, resgatar ações e tomar decisões.

Essa, por sinal, é outra vantagem de um fundo de investimento: sua infraestrutura. Em geral, um fundo conta com gestor, administrador e um CNPJ separado, ou seja, cada fundo é uma empresa. Isso também ajuda a minimizar os riscos para o investidor, uma vez que se você investir em um fundo bancário, por exemplo, e o banco quebrar, o fundo se manterá seguro por ter um CNPJ diferente.

Logo, por contarem com maiores quantias de investimento (mais gente investindo), os fundos de investimento têm acesso à melhores taxas e, consequentemente, melhores chances de rentabilidade. Existem fundos com capital mínimo de entrada a partir de R$ 1000,00, então mesmo com pouco dinheiro você consegue iniciar uma aplicação no mercado de forma diversificada, com vários tipos de investimento de valores menores, o que também pode melhorar a sua rentabilidade.

Por fim, outro benefício de aplicar em um fundo de investimento é a liquidez alta. A maioria dos fundos costumam apresentar liquidez de 1 a 30 dias, o que significa que você não precisa ficar preso ao investimento por anos ou mesmo pode estabelecer metas e objetivos de menor prazo.

Tipos de fundos de investimento

No universo dos fundos de investimento você ainda pode optar pelas opções que forem mais aderentes ao seu perfil ou necessidade.

  • Fundos de Investimento de Renda Fixa: têm por objetivo reproduzir a variação da taxa de juros (CDI / SELIC) ou índices de preços (IPCA / IGP-M) investindo no mínimo, 80% de seus recursos em títulos de renda fixa que acompanhem a variação de seu indicador, através de aplicações em públicos federais ou em títulos privados de baixo risco de crédito. Além disso, existem ainda os fundos referenciados, que têm por objetivo reproduzir o desempenho de seu benchmark (Ex: CDI, SELIC), investindo no mínimo, 95% de seus recursos em ativos que acompanhem a variação de seu indicador, sendo que no mínimo 80% de seu patrimônio devem ser investidos em títulos públicos federais ou em títulos privados de baixo risco de crédito.
  • Fundos de Investimento Multimercados: têm por objetivo diversificar o investimento de seus recursos em diversas classes de ativos, aplicando em renda fixa, câmbio ou ações. Os multimercados não possuem compromisso de concentrar seus recursos em nenhum fator de risco em especial.
  • Fundos de Investimento de Ações: têm por objetivo investir no mínimo 67% de seu patrimônio em ações ou outros ativos negociados na bolsa ou mercado balcão (este percentual não inclui mercado futuro ou opções), alguns fundos buscam acompanhar ou superar os índices IBOVESPA ou IBX.
  • Fundos de Investimento Cambiais: têm por objetivo investir no mínimo 80% de seu patrimônio em ativos que sejam relacionados, diretamente ou indiretamente (via derivativos), à variação de preços de uma moeda estrangeira ou taxa de juros denominada cupom cambial.

Existem ainda outros tipos de fundos de investimentos mais específicos, mas esses são os que podemos destacar como os mais conhecidos. E dentro dessas possibilidades, criar um mix de produtos é a estratégia mais interessante dentro da nova onda de investimentos, pois traz maiores chances de ganhos e de entender qual o melhor caminho para aumentar a rentabilidade do seu dinheiro.

A hora de começar é agora!

Nós já dissemos aqui no blog que dinheiro parado é prejuízo. Se você tem uma reserva financeira e quer ver seu dinheiro crescer, então sempre é o momento ideal para começar a investir! E quanto antes, melhor.

Com a nova onda de investimentos aí e a abertura de uma infinidade de informações ao seu alcance, não existem motivos para continuar acreditando que a poupança é o melhor caminho (e nós te mostramos aqui neste post por que não é!) ou ainda deixar de ver seu dinheiro crescer por falta de conhecimento.

Procure uma assessoria financeira, informe-se e comece agora mesmo a ver seu dinheiro crescer. Nós, da Up4 Invest, estamos à disposição e prontos para te ajudar!

 

fundos imobiliarios

Ver todos os artigos