Logo Up4 Invest Logo XP Investimentos
menu

Atendimento
por telefone

19 3835-0814

22
Sep

Como rentabilizar o fluxo de caixa do seu negócio?

Como rentabilizar o fluxo de caixa do seu negócio?

O fluxo de caixa é uma das ferramentas mais importantes para gestão das finanças. Quando se trata de um negócio, então, esse instrumento é indispensável para a saúde da empresa. E, com as soluções financeiras adequadas, é possível tornar o fluxo de caixa rentável.

Quem já tem o hábito de poupar para investir sabe da importância de planejar os rendimentos no tempo, a fim de não deixar dinheiro parado na conta. Mas você já pensou que o mesmo também pode ser feito com o caixa de uma empresa?

Se ficou interessado, a seguir você descobrirá a importância de rentabilizar o fluxo de caixa do seu negócio. Continue a leitura e aprenda mais sobre essa ferramenta de gestão — além de algumas soluções que podem otimizar a geração de capital por meio de alternativas de investimento!

O que é fluxo de caixa?

Fluxo de caixa é uma ferramenta de gestão financeira que relaciona, discriminadamente, todas as entradas e saídas de recursos em um sistema financeiro. Dentro de um negócio, isso reflete a atividade operacional da empresa.

Porém, como existem períodos que dividem os pagamentos dos recebimentos, é comum que altos percentuais do caixa fiquem parados na conta. Com um planejamento eficiente é possível aproveitar esse período ocioso para rentabilizar o capital e otimizar as estratégias de negócio.

Dessa forma, a partir do fluxo de entradas e saídas você pode aproveitar alternativas de redução de custos e de aumento das receitas. Também se torna viável evitar empréstimos que, sem conhecimento estratégico, poderiam parecer inevitáveis.

Por que o fluxo de caixa é importante?

Organizar o fluxo de caixa é essencial para a saúde financeira de um negócio. O resultado de um fluxo de caixa é o saldo — que pode ser positivo ou negativo. No segundo caso, quer dizer que os pagamentos superaram os recebimentos.

A situação de déficit requer atenção dos gestores financeiros para garantir que a empresa tenha condições de sustentar a estrutura operacional do negócio. Já um saldo superavitário significa que há dinheiro no caixa — e isso pode ser aproveitado para gerar ainda mais fluxo de entrada. 

Desse modo, um acompanhamento regular do fluxo de caixa permite tomar decisões importantes para o desempenho da empresa. Entre as possibilidades estão:

  • controle de despesas;
  • planejamento de investimentos;
  • organização de promoções;
  • negociação de dívidas;
  • otimização do capital de giro;
  • previsão de geração de caixa etc.

Por que rentabilizar o fluxo de caixa?

Certamente a capitalização de recursos é mais vantajosa do que deixar uma quantia imóvel. Isso porque o investimento permite obter rendimentos e proteger o dinheiro de perder valor para a inflação. Além disso, é possível ter outras vantagens, a depender dos objetivos do negócio.

A seguir, confira algumas razões para rentabilizar o fluxo de caixa da sua empresa!

Montagem de uma reserva

Um fluxo de caixa ocioso representa um custo de oportunidade. Afinal, outras necessidades podem estar deixando de ser atendidas. Por exemplo, se você pode garantir acesso ao recurso do caixa a qualquer momento, ele pode ser feito de reserva para demandas previstas ou imprevistas

Com efeito, a estratégia de proteger a dinâmica operacional do caixa por meio de reservas pode contribuir com superávits recorrentes. Além disso, proteger seu negócio de situações emergenciais facilita a gestão financeira e a manutenção do empreendimento.

Redução da exigência de geração de caixa

Outra razão para rentabilizar seu fluxo de caixa é reduzir a necessidade de entradas como contraparte dos pagamentos programados. Dependendo dos prazos, é possível aproveitar os juros para cobrir despesas sem precisar forçar a geração de capital do negócio.

Quais são algumas soluções financeiras para rentabilizar o fluxo de caixa?

Agora que você sabe o que é um fluxo de caixa e qual é a importância de rentabilizá-lo, vale a pena conhecer algumas alternativas de investimento para empresas com esse propósito. Elas podem ajudar na busca por soluções financeiras que potencializem seu capital.

Confira!

Produtos de liquidez diária

Liquidez diária significa poder resgatar os recursos investidos em até um dia útil. Há diversos investimentos com essa característica que oferecem juros para rentabilidade seu dinheiro e proteger da inflação. 

As alternativas mais comuns nessa categoria são:

Investimentos com prazo de vencimento

Para o caso de um fluxo de caixa ocioso com previsão de movimento, títulos com vencimento determinado podem oferecer mais rentabilidade em relação aos produtos de liquidez diária. É comum que alternativas sem tanta liquidez ofereçam maior margem de retorno. 

Nesses casos, você ainda pode optar por um rendimento prefixado, pós-fixado (atrelado a um indicador) ou mesmo híbridos (que combinam taxa fixa e indicador). 

Exemplos dessas alternativas são:

  • CDBs sem liquidez diária;
  • LCIs (letras de crédito imobiliário) e LCAs (letras de crédito do agronegócio);
  • CRIs (certificado de recebíveis imobiliários) e CRAs (certificado de recebíveis do agronegócio);
  • Tesouro Prefixado ou Tesouro IPCA;
  • Debêntures, entre outros.

É importante destacar que há cobrança de Imposto de Renda nesses investimentos. Alguns contam com o incentivo de isenção, mas ele só vale para pessoas físicas. Portanto, considere os tributos para PJ ao elaborar estratégias de rentabilização de fluxo de caixa da empresa.

Ativos de renda variável

Investimentos em renda variável exige muita cautela. Afinal, diferentemente de produtos de renda fixa, a rentabilidade não é previsível e não há tanta segurança. Assumir muito risco, especialmente no curto prazo, pode comprometer o capital e prejudicar o fluxo de caixa.

Por outro lado, a renda variável apresenta maior potencial de lucro. Logo, pode fazer sentido avaliar a possibilidade para a empresa — considerando os riscos e prazos. 

Entre as opções da categoria, existem:

  • ações;
  • fundos de investimento;
  • mercado de derivativos;
  • fundos imobiliários etc.

Suas escolhas de soluções financeiras e investimentos dependerão do conhecimento sobre as alternativas e estratégias de composição de carteira. Por isso, é preciso avaliar rigorosamente a condição do caixa da empresa e de suas necessidades operacionais.

Neste artigo, você aprendeu o que é um fluxo de caixa e por que contar com soluções financeiras para rentabilizar esses recursos. Lembre-se de que há muitas estratégias e alternativas de investimentos, o que exige um planejamento adequado às necessidades da sua empresa.

Quer ajuda na hora de entender as opções que podem potencializar o desempenho do seu negócio? Então entre em contato conosco e conheça mais soluções para rentabilizar o caixa da sua empresa!

Ver todos os artigos