Logo Up4 Invest Logo XP Investimentos
menu

Atendimento
por telefone

19 3835-0814

18
Aug

Como evitar cair em golpes e pirâmides do mercado financeiro?

Como evitar cair em golpes e pirâmides do mercado financeiro?

Saber como investir dinheiro é importante para aproveitar as oportunidades do mercado financeiro. Porém, também é essencial entender como se proteger ao investir, pois existem atividades no setor que se relacionam com golpes e pirâmides.

Assim, é necessário entender como se prevenir para não correr o risco de se envolver em esquemas fraudulentos — e que podem resultar em grandes prejuízos. E o primeiro passo é buscar identificar esse tipo de situação ao avaliar as possibilidades de investimento para compor a sua carteira. 

Se você quer saber como se prevenir, continue lendo e descubra como se proteger de golpes e pirâmides do mercado financeiro!

O que é uma pirâmide financeira?

A pirâmide financeira é um tipo de esquema fraudulento que se baseia na remuneração obtida pela taxa paga por novos membros. Logo, só existe ganho porque novas pessoas pagam para participar — e não porque há rentabilidade real.

Esse tipo de operação também é conhecido como Esquema Ponzi e está entre as mais comuns fraudes do mercado financeiro.

Como funcionam as pirâmides financeiras?

O funcionamento de uma pirâmide financeira ajuda a explicar por que ela é considerada uma fraude. Ela se inicia com o operador, que apresenta a oferta para outras pessoas e cobra uma taxa de entrada.

Depois, essas pessoas recrutam outros interessados, que também pagam uma taxa. Nesse momento, o valor é dividido entre os dois níveis: o operador inicial e os primeiros recrutados. O esquema segue dessa forma, fazendo a distribuição de valores a partir de novas entradas. 

Assim, cada vez mais pessoas participam. Porém, os ganhos ocorrem apenas com a taxa de entrada paga pelos novos integrantes. Com o tempo, o sistema se torna insustentável.

O motivo é que, eventualmente, tende a haver uma queda no interesse e na atração de novos participantes. Logo, a remuneração deixa de existir, fazendo com os últimos a entrarem sejam os mais prejudicados. 

Quais são os outros tipos de fraudes financeiras?

Embora as pirâmides financeiras sejam bastante comuns, elas não são as únicas fraudes e golpes do mercado financeiro. 
Também há empresas que prometem determinados resultados e que não entregam a performance esperada com o investimento. Em muitos casos, sequer há um investimento, de fato, envolvido.

Ainda, existem pessoas e negócios que se apresentam como profissionais de investimentos, mas não possuem certificação ou autorização para atuar desse modo. Como consequência, investidores correm o risco de deixar seus recursos nas mãos de pessoas e empresas que, na verdade, não estão capacitadas para a tarefa.

Além disso, fraudes do mercado financeiro podem estar atreladas a roubos de dados, clonagens, e situações semelhantes.

Quais problemas as fraudes do mercado financeiro podem causar?

Você já conhece os tipos de golpes financeiros que podem ocorrer. Mas o que eles podem causar? Primeiramente, vale destacar que, nesses casos, você não conseguirá rentabilizar seu dinheiro conforme o esperado ou prometido.

E o motivo não está no risco do investimento — como, por exemplo, nas alternativas de renda variável. Nesse caso, a ausência de resultados (ou mesmo os prejuízos) estão relacionados ao golpe ou fraude em si.

Isso não apenas gera um nível de frustração e insatisfação nos investidores enganados, como aumenta o custo de oportunidade. Afinal, você investiu em uma alternativa por esperar um desempenho muito elevado. Se ele não se concretizar, significa que perdeu a oportunidade de obter retorno em outras possibilidades.

Ainda, como você viu, as fraudes do mercado financeiro podem gerar impactos ainda mais negativos nos planos e no planejamento financeiro do investidor. É o que acontece, por exemplo, quando um falso profissional coleta recursos para investir, mas depois desaparece ou perde todo o dinheiro dos investidores, por exemplo.

Então, cair em uma fraude pode não apenas comprometer toda a sua estratégia de investimentos e o seu planejamento, como pode ruir o patrimônio acumulado ao longo de toda uma vida.

Como não cair em golpes financeiros?

Para evitar os problemas que decorrem de fraudes no mercado financeiro — e proteger o seu patrimônio — é essencial saber como se proteger para não cair em golpes. Com as medidas de segurança adequadas, você poderá tomar decisões melhores ao executar sua estratégia.

Confira as principais dicas para fugir dos golpes no mercado financeiro e aprenda a se proteger!

Desconfie de promessas de rentabilidade elevada

Uma das principais iscas para atrair investidores é a promessa de rentabilidade. Por isso, é comum que fraudes sejam apresentadas como uma forma de obter uma performance elevada em pouco tempo e com baixo risco.

No entanto, não é possível alcançar esse resultado devido à relação entre risco e retorno dos investimentos. Se um ativo é muito seguro, tende a ter menor desempenho. Se tiver alto retorno, é provável que apresente riscos maiores.

Outro ponto de atenção é o fato de que as rentabilidades mais altas costumam ser encontradas na renda variável e, independentemente do tipo de investimento, não é possível prever ou garantir o retorno. Portanto, desconfie de qualquer oferta com rentabilidade elevada e garantida.

Identifique se a empresa existe de verdade

Outro ponto importante consiste em verificar se a empresa que oferece o investimento e a operação financeira são reais. Afinal, pode se tratar de um negócio de fachada. Ademais, confira se a empresa possui autorização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para funcionar.

Sem isso, não há proteção aos investidores. Se a indicação partir de uma pessoa física, como um profissional de investimento, verifique a qualificação e a certificação. É necessário que ele tenha o registro de atuação na CVM para trazer maior segurança. 

Veja se a operação é regulamentada

Para que um investimento forneça maior segurança institucional no Brasil, é obrigatório que os órgãos regulatórios reconheçam e regulamentem a operação. Sem isso, os riscos de fraudes se tornam mais elevados. 

Note que uma operação não regulamentada não é, necessariamente, um golpe. Porém, ela exige ainda mais atenção. 

Por exemplo, as chamadas opções binárias e o mercado Forex são modalidades especulativas. Ambas não são regulamentadas pela CVM. Por isso, as chances de cair em fraudes são muito maiores.

Outra alternativa que não é regulamentada trata do investimento direto em criptomoedas, por exemplo. Nesse caso, quem deseja se expor aos criptoativos de maneira mais segura pode buscar opções autorizadas pela CVM, como fundos de criptomoedas e exchange traded funds (ETFs).

Como uma assessoria pode ajudar você a não cair em golpes?

Além de manter esses cuidados para evitar cair em ciladas ao alocar seu dinheiro, é interessante contar com o apoio de uma assessoria de investimento na hora de investir. 

Uma assessoria confiável deve ser regulamentada e estar vinculada a uma instituição financeira de qualidade. Assim, ela poderá ajudá-lo a tirar dúvidas acerca das oportunidades do mercado e apresentará alternativas regulamentadas de investimento. 

Na Up4 Invest, por exemplo, você será atendido por um time de assessores autorizados pela CVM. Além disso, o escritório é vinculado à XP Investimentos, a maior corretora de valores da América Latina.

Com o auxílio dos assessores, portanto, seus recursos e sua estratégia estarão mais protegidos contra fraudes e golpes no mercado financeiro.

Ao seguir essas dicas, você poderá se proteger de golpes e fraudes que são tão comuns no mercado financeiro. Dessa forma, será mais fácil alocar seu capital em oportunidades legítimas e que terão maiores chances de trazer a você os resultados desejados.

Quer ter apoio para fazer seus investimentos no mercado financeiro? Entre em contato conosco da Up4 Invest e conheça nossa assessoria!

Ver todos os artigos