Logo Up4 Invest Logo XP Investimentos
menu

Atendimento
por telefone

19 3835-0814

02
Apr

Como escolher os melhores fundos de investimento

Como escolher os melhores fundos de investimento

Bola da vez no mercado de investimentos, os fundos de investimentos trazem muitas vantagens e são excelentes opções para quem deseja começar a investir ou ampliar seu patrimônio. Veja como escolher o mais adequado para o seu perfil.

Com a abertura do mercado financeiro e o maior acesso à informação e conhecimento sobre as diversas possibilidades de investimentos para ampliar sua rentabilidade e patrimônio, os fundos de investimento tem se destacado como uma das principais opções com boas vantagens para os investidores.

Essa atração é justificada não apenas porque os fundos de investimento contam com uma gestão profissional de suas economias, mas também porque alguns deles podem ser tão seguros quanto a poupança e com uma rentabilidade muito melhor para os perfis mais conservadores, ou tão arriscados quanto o mercado de ações para os mais arrojados.

No post de hoje vamos relembrar quais são os principais tipos de fundos de investimento, porque eles são tão vantajosos e como escolher os melhores fundos de investimento para o seu perfil.

 

O que são fundos de investimento?

Vamos recapitular rapidamente um pouco do que já vimos aqui no blog. 

Fundos são investimentos coletivos que reúnem dinheiro de vários investidores, sejam pessoas físicas ou jurídicas, e aplicam em diferentes ativos, como títulos ou valores imobiliários, cada um com regras e estratégias específicas.

Os nomes dos fundos de investimento podem variar um pouco entre cada banco ou corretora, mas todos são classificados pela Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais) e o mais importante é que você tenha em mente seus principais objetivos antes de investir. Ou seja: para que quer aplicar o dinheiro, quando pretende resgatá-lo e que nível de risco está disposto a enfrentar.

Como cada fundo de investimento conta com um gestor, você terá maiores chances de aumentar sua rentabilidade por ter um decisor estratégico à frente dos recursos. Mas não pode deixar de considerar em seus cálculos a taxa de administração, performance e, em alguns casos, entrada e saída, bem como os descontos do Imposto de Renda. Mas vamos detalhar tudo isso mais adiante para te ajudar.

 

Principais vantagens dos fundos de investimento

Separamos alguns motivos práticos que mostram por que fundos de investimento são boas opções para o seu capital.

  • Infraestrutura: há um gestor especializado e com visão de mercado à frente do seu investimento. Logo, a união de vários investidores aplicando um montante significativo faz com que os gestores optem pelos melhores títulos e saibam qual o melhor momento para entrar, resgatar e tomar decisões. Além disso, cada fundo tem um administrador e CNPJ separado, o que minimiza os riscos para o investidor. Se você investir em um fundo bancário, por exemplo, e o banco quebrar, seu fundo estará seguro por ter outro CNPJ.
  • Liquidez: a maior parte dos fundos de investimento apresentam liquidez de 1 a 30 dias, permitindo que você resgate cotas no dia seguinte quando necessário, o que pode te auxiliar em situações de emergência e não o deixa preso ao investimento por tanto tempo.
  • Escala e diversificação: ao contar com maior quantidade de investimento (mais gente investindo), os fundos de investimento podem ter acesso à melhores taxas e otimizar as chances de rentabilidade. Mesmo com pouco capital é possível iniciar uma aplicação de forma diversificada, com vários tipos de investimentos de valores menores, ampliando as oportunidades de rentabilizar o dinheiro aplicado.
  • Fundos imobiliários: mesmo investidores com capital expressivo podem ter dificuldade em adquirir imóveis comerciais sem que isso gere muita concentração de investimentos. Mas com fundos imobiliários é possível diversificar a regionalidade e destinação dos imóveis investidos.

 

Quais são os tipos de fundo de investimento?

De acordo com a Comissão de Valores Mobiliários (CMV) existem classes diferentes em que um fundo de investimento pode ser enquadrado. Veja a seguir cada uma delas e suas principais características:

  • Fundos de Investimento de Renda Fixa: são fundos que permitem ao investidor saber desde o início qual será sua remuneração, reproduzindo a variação da taxa de juros (CDI / SELIC) ou índices de preços (IPCA / IGP-M) através de aplicações em públicos federais ou em títulos privados de baixo risco de crédito, como os CDBs e debêntures.  Caso o fundo invista mais de 50% do patrimônio em títulos que não sejam da União, deverá acrescentar o complemento “Crédito Privado” ao nome. E se ele usar algum indicador de mercado como referência — taxa SELIC, IPCA, IGPM ou outros —será acrescentado o sufixo “referenciado”. São considerados mais conservadores, seguros e adequados para objetivos de curto prazo, já que seu maior risco está na falta de pagamento do título por parte de seu emissor.
  • Fundos de Investimento Multimercados: nesta categoria não há regras para concentração de capital. Com uma margem de risco moderada, os fundos de investimento multimercados trabalham com a diversificação dos ativos que compõem a carteira entre renda fixa e variável. A principal vantagem dos fundos multimercados é a sua diversidade de ativos. Se um mercado vai mal, o gestor pode compensar as perdas aplicando seu dinheiro em outros papéis que vão bem. São indicados para investidores que buscam maior rentabilidade e aceitam riscos mais elevados.
  • Fundos de Investimento de Ações: têm por objetivo investir no mínimo 67% de seu patrimônio em ações ou outros ativos negociados na bolsa ou mercado balcão (este percentual não inclui mercado futuro ou opções), alguns fundos buscam acompanhar ou superar os índices IBOVESPA ou IBX. São mais arriscados e indicados apenas para investidores que diversificam sua carteira de investimento e não contam com o dinheiro no curto prazo. 
  • Fundos de Investimento Cambiais: indicados para quem busca se proteger da variação cambial, têm por objetivo investir no mínimo 80% de seu patrimônio em ativos que sejam relacionados, diretamente ou indiretamente (via derivativos), à variação de preços de uma moeda estrangeira ou taxa de juros denominada cupom cambial.

 

O que considerar ao escolher os melhores fundos de investimento para o seu perfil

 

Objetivo, valor e prazo da aplicação

Saber quais são seus objetivos antes de começar a operar com fundos de investimento é o primeiro passo para escolher aquele mais adequado ao seu perfil.  Não se esqueça de dar uma olhadinha no post que já escrevemos sobre isso aqui no blog e determine sempre para que você pretende ter o fundo de investimento, pois o prazo e meta podem ser determinantes.

Tenha em mente os valores que você pretende investir periodicamente, em quanto tempo você quer atingir a meta e qual risco está disposto a assumir.

Por exemplo: se o seu desejo é fazer uma viagem internacional e você quer garantir que seu capital atual tenha o mesmo valor em dólar no futuro, trabalhar com fundos de investimento cambial pode ser uma boa opção.

 

Perfil de risco

Para os fundos de investimento, em geral, funciona a regra básica: quanto maior o risco, maior a possibilidade de retorno. Por isso, é necessário avaliar bem seus objetivos com o investimento e o seu perfil.

Se por um lado os fundos de investimento têm mais riscos que uma aplicação tradicional, por outro são menos arriscados que outras modalidades mais agressivas. Então reveja cada categoria disponível e adeque a mais alinhada ao seu perfil e disponibilidade de risco.

 

Histórico e liquidez do fundo

Checar o histórico do fundo para entender seu desempenho pode ser fundamental antes de começar a investir. Todo investimento possui metas e objetivos, que normalmente estão atreladas ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário), uma referência para ser superado ou chegar o mais próximo possível. Com base nessa informação é possível saber se o investimento possui uma boa performance ou não.

Além disso, a liquidez está diretamente atrelada aos seus objetivos, então olhar atentamente para isso também é importante para escolher o melhor fundo de investimentos para você.

 

Valor da aplicação inicial

Depois de entender qual a opção de fundo mais alinhada com o seu perfil, é muito importante checar o valor da aplicação inicial de acordo com o investimento mínimo exigido. Do contrário você não conseguirá participar do fundo de investimento desejado.

Para iniciantes geralmente recomenda-se escolher fundos com aplicação inicial mais baixa. Com mais conhecimento é possível entrar em fundos com aplicação mais altas e mais rentáveis.

 

Taxas de administração e de performance

A taxa de administração refere-se ao custo dos serviços do fundo referentes à administração, análise, custódia e demais tarifas administrativas. Dependendo do valor dessa taxa, o investimento em um fundo de ações pode ser mais ou menos atrativo. Se o fundo tiver boa rentabilidade, mas elevada taxa de administração, boa parte dos seus lucros vai acabar servindo para esse pagamento, o que diminuirá a rentabilidade do seu investimento.

A taxa de performance é um percentual pago sobre o excedente. Funciona da seguinte maneira: o fundo estabelece um indicador de resultado, conhecido como benchmark. Caso a rentabilidade dos fundos ultrapasse esse valor, é cobrada uma taxa de performance sobre o excedente. Se um determinado benchmark era de 11% e o fundo de investimento teve uma performance de 16%, então há um excedente de 5%. Se a taxa de performance é de 10%, então além do pagamento da taxa de administração há um acréscimo de 0,5%. Nem todos os fundos cobram essa taxa, mas os que incluem devem esclarecer o valor e a cobrança para que você possa fazer a avaliação. Assim como a taxa de administração, o desejável é que essa taxa seja a menor possível.

 

Apoio de especialistas

Apesar dos fundos de investimento contarem com um gestor para tomar as principais decisões estratégias, muitas vezes escolher o fundo ideal para o seu perfil e analisar histórico e vantagens de cada um pode ser um desafio para quem não está tão acostumado ao mundo dos investimentos. Neste caso, contar com um assessor financeiro é importante para te auxiliar a escolher as melhores opções de fundos de investimento de acordo com o seu objetivo ou meta.

A Up4 Invest conta com profissionais experientes e preparados para apoiá-los nessa escolha. Entre em contato para saber como podemos te auxiliar.

Gostou do post e quer receber mais dicas sobre fundo de investimento e outros tipos de aplicações? Assine a nossa newsletter e receba atualizações na caixa de entrada de seu e-mail!

Ver todos os artigos