Logo Up4 Invest Logo XP Investimentos
menu

Atendimento
por telefone

19 3835-0814

09
Jun

Como escolher a melhor corretora de investimentos? Veja 6 dicas!

Como escolher a melhor corretora de investimentos? Veja 6 dicas!

Uma das principais dúvidas de quem deseja começar a investir é como escolher a melhor corretora de investimentos. Afinal, é por meio dela que você tem acesso às diversas alternativas disponíveis no mercado financeiro.

Desse modo, quanto mais opções de investimento a instituição oferecer, maior pode ser a diversificação da sua carteira. Além disso, cada corretora apresenta características que devem ser consideradas no momento da escolha.

Continue a leitura e confira as 6 principais dicas para escolher a melhor corretora de investimentos!

O que é uma corretora de investimentos?

Também chamada de corretora de valores, a corretora de investimentos é uma instituição financeira que possibilita o acesso dos investidores ao mercado financeiro. Ela deve ser autorizada a funcionar pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e pelo Banco Central.

Assim, as corretoras podem atuar no mercado de renda fixa e variável e permitem o acesso a diversas alternativas. Por exemplo: títulos públicos, CDBs (certificados de depósito bancário), letras de crédito imobiliário (LCI), debêntures ou mesmo fundos de investimento — como multimercados e fundos de ações.

Ainda, é por meio delas que você poderá investir e operar na bolsa de valores, via home broker. Porém, ela também pode oferecer outros serviços que devem estar alinhados às suas necessidades.

Conheça algumas opções que podem ser ofertadas nas corretoras de valores:

  • atendimento via mesa de operações;

  • análises de equipe qualificada que ajudam a orientar a tomada de decisão;

  • administração e custódia de valores mobiliários;

  • administração de carteiras, fundos ou clubes de investimento;

  • acesso a escritórios de investimentos vinculados, visando fornecer suporte ao investidor.

--

Para tanto, vale destacar que as corretoras de investimentos podem cobrar taxas e comissões. Dessa maneira, consulte os custos envolvidos em cada instituição.q

Como funciona o processo?

O processo de abertura da conta varia entre cada corretora, mas costuma ser simples. Normalmente o passo a passo pode ser realizado de maneira online, preenchendo o cadastro e, se necessário, enviando documentos para garantir a segurança. 

Após a aprovação do cadastro é necessário transferir recursos para começar a investir. O próximo passo é buscar as alternativas de investimento na plataforma da instituição ou no home broker. Esse ambiente foi desenvolvido para que os investidores enviem suas próprias ordens de compra e venda de ativos e derivativos na bolsa de valores. 

Já a mesa de operações é a área que recebe e executa os pedidos de negociação diretamente no sistema da B3, a bolsa de valores brasileira. Ademais, dependendo da corretora, é possível contar com uma assessoria de investimentos. 

Esse serviço permite ao investidor esclarecer dúvidas e obter informações que auxiliem na decisão sobre os investimentos mais adequados para o seu perfil e objetivos. 

6 Dicas sobre como escolher a melhor corretora de investimentos

Agora que você sabe o que é uma corretora de valores e como ela funciona, é importante fazer uma boa escolha. Para ajudar, listamos as 6 principais dicas para uma boa decisão. 

Confira!

  1. Verifique se ela é certificada

O primeiro passo para escolher a melhor corretora é analisar algumas questões técnicas. Antes de tudo, confira se a instituição é autorizada pela CVM. Verifique também se ela tem o selo CETIP | Certifica.

Outra dica é confirmar se a instituição possui a certificação do Programa de Qualidade Operacional (PQO). Ela foi criada pela bolsa de valores com o objetivo de avaliar e validar os serviços prestados por bancos e corretoras. 

Logo, as instituições que possuem essa certificação atendem a uma série de requisitos definidos pela bolsa. Para facilitar a pesquisa, a B3 fornece uma lista com as corretoras certificadas.

  1. Avalie a solidez da instituição

Considere o nível de solidez da instituição no mercado. Entre os fatores que você pode consultar estão o tempo de atuação no mercado, a quantidade de clientes atendidos e o valor custodiado pela instituição.

Em geral, corretoras de investimento líderes de mercado possuem centenas de bilhões de reais custodiados. Uma prática interessante é consultar a opinião dos clientes por meio dos sites de reclamações.

Isso permite entender como é a experiência dos clientes e o suporte ofertado. Em complemento, o atendimento que a instituição presta em suas redes sociais pode fornecer informações valiosas sobre o assunto.

  1. Conheça os serviços que a corretora oferece

Cada corretora de valores pode oferecer serviços diferenciados para seus clientes. Entre eles, como você viu, estão:

  • conteúdos educacionais;

  • recomendações semanais;

  • análises do mercado financeiro;

  • relatórios de setores da economia;

  • assessoria de investimentos.

Também é importante que a instituição ofereça uma ampla oferta de investimentos na plataforma. Assim, é possível comparar taxas, prazos, riscos e outras características para escolher as alternativas mais adequadas às suas necessidades.

Outro ponto é entender se ela tem os investimentos que você procura. Algumas corretoras não oferecem produtos de renda fixa, por exemplo. Por isso, avalie o que é relevante antes de definir a instituição financeira.

  1. Analise as taxas

Antes de optar por uma corretora de valores, não deixe de averiguar informações referentes aos custos e benefícios oferecidos. Esse é um momento que exige atenção, pois nem sempre pagar taxas baixas (ou ter isenção) é o mais vantajoso.

Muitas vezes, essa escolha resulta em dificuldades com um home broker instável, falta de atendimento e de assessoria. Então, você deve analisar sempre o custo-benefício. <

Para facilitar, existem corretoras que já oferecem taxa zero para diversos investimentos, como os títulos do Tesouro, além de custos acessíveis para investimentos em renda variável. <

  1. Apure se ela tem uma plataforma intuitiva e segura

Analisar a plataforma de investimentos que a corretora oferece é um dos pontos mais importantes. Esse é o ambiente em que as negociações acontecem, portanto, você pode ser prejudicado se ela tiver baixa qualidade.

O ideal é que a plataforma seja fácil de usar, rápida e segura. Um home broker intuitivo, por exemplo, permite que até mesmo investidores iniciantes invistam em ações, fundos imobiliários e outros ativos com facilidade.

Por fim, se o seu objetivo é especular na bolsa de valores, é fundamental escolher uma corretora que ofereça um sistema estável e ágil. Afinal, cada minuto pode influenciar no sucesso das suas operações.

  1. Confira se oferece o serviço de assessoria

A assessoria de investimentos é um serviço adicional gratuito que algumas corretoras de valores oferecem para seus clientes. Ela pode ser um diferencial interessante, tanto para quem está começando a investir quanto para quem já tem mais experiência.

O assessor de investimentos é um profissional do mercado financeiro que auxilia o cliente fornecendo informações para que ele tome decisões mais acertadas. Com isso, você pode investir com mais tranquilidade, aumentando as chances de ter bons resultados para alcançar seus objetivos.

Seguindo as 6 dicas deste artigo, se torna mais fácil escolher a melhor corretora de investimentos para abrir sua conta. Assim, você pode investir com segurança e montar uma carteira diversificada e alinhada aos seus objetivos e necessidades.

Ainda precisa de ajuda para escolher a sua corretora? Entre em contato conosco e converse com um assessor!

Ver todos os artigos