Logo Up4 Invest Logo XP Investimentos
menu

Atendimento
por telefone

19 3835-0814

07
Feb

Boletim do mercado financeiro – Fevereiro/2022

Boletim do mercado financeiro – Fevereiro/2022

Em janeiro de 2022, a bolsa brasileira (B3) manteve o movimento de alta de dezembro e o dólar continuou a cair. Contudo, o cenário para os próximos meses exige atenção devido à volatilidade — tanto no ambiente interno quanto externo.

Para que você conheça o cenário de janeiro e o que esperar do próximo mês, a UP4 Invest criou este boletim com os maiores destaques e as projeções de fevereiro.

Veja!

Bolsa de valores

A bolsa brasileira encerrou o último pregão do primeiro mês do ano, em 31 de janeiro, aos 112.143 pontos. O resultado representa um aumento de 0,2% em relação ao pregão anterior e um crescimento de 6,99% sobre o mês de dezembro de 2021.

Dólar

Na direção oposta da bolsa de valores, o dólar teve desempenho negativo em janeiro de 2022. A moeda norte-americana (dólar comercial) fechou o mês a R$ 5,31. A performance representa uma queda diária de 1,5% e queda mensal acumulada de 4,84%.

Juros

Ao longo de janeiro, o Comitê de Política Monetária (Copom) não se reuniu, então a taxa Selic se manteve a 9,25% ao ano. Contudo, em 2 de fevereiro, o Copom decidiu elevar a taxa em 1,5 ponto percentual, para 10,75% ao ano. 

Destaques do mês de janeiro

O resultado positivo geral da bolsa de valores foi acompanhado pela performance de algumas ações. Entre os destaques do mês de janeiro na B3, estiveram:

  • B3 (B3SA3): +31,74%;

  • Hapvida (HAPV3): +21,97%;

  • Itaú Unibanco (ITUB4): +20,99%;

  • Azul (AZUL4): +19,91%;

  • Bradesco (BBDC4): +18,79%.

Ofertas públicas (IPOs)

Não houve novas ofertas públicas iniciais (IPO) na bolsa de valores em janeiro de 2022. Além disso, 13 empresas cancelaram seus pedidos de abertura de capital ao longo do mês. Entre elas, estão:

  • Monte Rodovias;

  • Ammo Varejo;

  • Dori Alimentos;

  • Coty;

  • Cantu;

  • Bluefit;

  • Madero.

Projeções do mercado para a economia

O último boletim Focus de janeiro foi divulgado no dia 31. Ele é elaborado pelo Banco Central (Bacen) e apresenta as projeções para os principais indicadores econômicos.

A expectativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) — que mede a inflação — foi de 5,38% para o final de 2022. Essa foi a terceira semana consecutiva de aumento nas previsões de mercado.

Para a Selic, os resultados apontaram uma taxa de 11,75% no fim do ano — valor idêntico ao do relatório da semana anterior.

Já o Produto Interno Bruto (PIB) deve alcançar, segundo as projeções, 0,30% em 2022. O valor representa uma leve alta em relação à semana anterior, que era de 0,29%.

Quanto ao dólar, a expectativa foi de que a moeda termine o ano negociada a R$ 5,60.

O que esperar de fevereiro?

Para saber o que esperar de fevereiro, você pode considerar o destaque da última semana de fevereiro, segundo analistas da XP Expert.

Internacionalmente, o segundo mês do ano traz atenção para o cenário de juros dos Estados Unidos. A expectativa é que o Banco Central norte-americano aumente a taxa de juros, o que pode impactar os demais mercados e aumentar a volatilidade.

Na Europa, a escalada de tensões entre Rússia e Ucrânia tem mobilizado potências como Estados Unidos, China e Reino Unido — e pode gerar impactos na economia global.

No contexto nacional, um dos destaques de fevereiro — além da alta da Selic para dois dígitos — será a divulgação de dados do 4º trimestre de 2021 das empresas, além de discussões políticas, como a PEC dos combustíveis.

Com essas informações, você sabe agora o que aconteceu em janeiro e o que esperar do segundo mês de 2022 para o mercado brasileiro. Assim, se tornará mais fácil avaliar e alinhar, se necessário, sua estratégia de investimento.

Se você precisa de apoio para conhecer e acompanhar o mercado, fale conosco da UP4 Invest!

Ver todos os artigos